Scroll Top

Corpo

A HIGIENE CORPORAL, SÓ A NECESSÁRIA

HIGIENE CORPORAL, SÓ A NECESSÁRIA

A higiene do corpo é necessária, mas o excesso de limpeza pode ter conseqüências negativas para a saúde, especialmente durante a idade infantil.

A humanidade conhece os banhos há milênios, mas só há algumas décadas é que se desfruta de água corrente em cada lar. A higiene corporal diariamente e em qualquer época do ano foi um fator decisivo para acabar com muitas doenças infecciosas. Se a falta de higiene e de limpeza favorece muitas infecções, o seu excesso pode ter, também, efeitos indesejáveis.
higiene corporalCONSELHOS DE HIGIENE SAUDÁVEL

  • Tomar, pelo menos, uma ducha por dia. No entanto, a água por si só não é suficiente para limpar completamente a pele, já que não elimina as secreções gordurosas e os restos de contaminação ambiental. Por isso, deve-se usar sabonete ou gel, mas com moderação.
  • Não usar sabonete ou gel mais de uma vez por dia. O excesso de ambos elimina a camada gordurosa que protege a pele, ressecando-a.
  • Lavar com mais freqüência certas partes do corpo (não é necessário usar sabonete ou gel todas as vezes):

– Rosto

– Axilas

– Virilhas e órgãos genitais

– Ânus (depois de cada defecação)

– Mãos

– Pés

  • Não usar sabonete ou gel normais para lavar os órgãos genitais femininos, pois alteram a necessária acidez da vagina, favorecendo infecções.

O ODOR CORPORAL:  Todos os corpos, mesmo depois de lavar ou de sair da ducha, desprendem um certo odor. Isso é normal, e tentar suprimir completamente o odor corporal, através do uso intensivo de desodorantes ou de antitranspirantes, pode causar infecção ou outras alterações na pele.

No entanto, em algumas ocasiões, o odor corporal chega a ser excessivo e desagradável, devendo ser minimizado.
tomar banhoCausas freqüentes do mau cheiro corporal

  • Higiene eficiente da pele, permitindo a proliferação de certas bactérias nas zonas úmidas, como as virilhas ou axilas.
  • Uso de álcool ou fumo.
  • Uso de certos medicamentos.
  • Doença dos rins ou do fígado.

Conselhos para minimizar o odor corporal

  • Tomar ducha com freqüência.
  • Usar sabonete antibacteriano.
  • Aplicar vinagre nas axilas, para impedir o crescimento de bactérias produtoras de cheiro.
  • Depilar ou raspar as axilas.
  • Usar talco nas axilas, virilhas, debaixo das mamas ou em outras zonas úmidas. A umidade favorece o desenvolvimento bacteriano.
  • Usar roupa intima de algodão, e trocá-lá diariamente.
  • Evitar carne e especiarias de sabor forte ou picante, assim como doces e bolos à base de açúcar e farinha refinados. A alimentação influi muito no cheiro corporal.

Excesso de higiene: O excesso de higiene ou de limpeza elimina também as necessárias bactérias benéficas da nossa pele e intestino, e debilita o sistema imunológico.

Diversas pesquisas realizadas nos últimos anos mostram que o excesso de higiene favorece as alergias incluindo a asma e dermatite atópica, e as doenças autoimunes.

Excesso de higiene é, por exemplo, esterilizar os pratos e talheres das crianças, ou procurar superprotegê-las, limpando repetidamente com produtos químicos os objetos que as rodeiam.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Recomendados para você:


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.