Saúde

Os 11 Hábitos que Estão Te Causando Corrimento Vaginal!

Os 11 Hábitos que Estão Te Causando Corrimento Vaginal. Alem disso, Alguns costumes da nossa rotina podem ser os principais causadores de corrimento vaginal, sabia? Higiene inadequada, calça jeans apertada e usar biquíni molhado por horas, por exemplo, são alguns dos erros mais comuns que a gente comete sem saber o quanto faz mal à região íntima. Mas a lista não para por aí… Vamos te contar quais são os 11 Hábitos mais prejudiciais para você ficar de olho e tentar evitar. Confira!

Habitos que Causa Corrimento Vaginal

Veja Também: Os 12 Remédios Caseiros Para Tosse!

1. Relação Sexual:

O sêmen, quando entra em contato com a vagina, altera seu ph deixando o ambiente mais alcalino. Se a mulher já estiver com a flora em desequilíbrio, essa mudança pode estimular o Corrimento”, alerta Flávia. Em casos onde a alergia ao sêmen é recorrente, o casal passa por uma investigação médica e, caso seja necessário, é submetido a tratamentos específicos, além de passarem a usar camisinha por um período para evitar o contato do sêmen com a secreção vaginal.

Veja Também: As 10 Receitas Caseiras Para Eliminar Celulite!

2. Estresse:

Quando uma pessoa esta submetida a muito estresse, toda a sua produção hormonal é alterada. A liberação de grande quantidade de cortisol atrapalha a conversão do glicogênio em ácido latico e, consequentemente, deixa o ambiente mais ácido, podendo também gerar Corrimento ”, explica a ginecologista.

3. Higiene Vaginal Incorreta:

Higienizar a vagina do jeito certo é fundamental para manter a saúde da região íntima. Mas você sabe o que tem que fazer? Segundo a ginecologista Bárbara Murayama, devemos lavar somente a parte externa, conhecida como vulva, e ficar atentas a todas as dobrinhas que existem nessa parte do corpo. “A limpeza em excesso ou de menos da área interna pode causar problemas. É preciso encontrar equilíbrio, lembrando que nossa região íntima tem mecanismos de defesa naturais”

4. Deixar a Calcinha Secando no Box:

De acordo com o ginecologista Cássio Sartório, não tem problema lavar a calcinha no box. O grande erro é deixar a peça secando lá dentro. “O banheiro costuma ser mais quente e úmido, o que facilita o crescimento bacteriano. O ideal é estender em um lugar seco e arejado”, sugeriu. Na hora de lavar, a recomendação dos médicos são os sabões neutros e sem perfume, pois outros tipos podem dar alergia.

Veja Também: As 10 Receitas Caseiras Para Combater a Dor de Garganta!

5. Usar Biquíni ou Maiô Molhado Muito Tempo:

você vai à praia na parte da manhã, volta para casa e fica com preguiça de trocar de roupa. Acontece, né? E muito! Mas esse hábito pode ser um dos responsáveis por aquele Corrimento chato que insiste em aparecer. O contato da vagina com o tecido molhado é o ambiente perfeito para a proliferação de fungos, então é bom evitar! Quer uma dica? Quando for à praia ou clube, leve uma calcinha extra na bolsa. Aí você pode correr rapidinho no banheiro e trocar para ir embora.

6. Usar Calça Jeans Todos os Dias:

Não dá para negar que a calça jeans é um curinga no guarda-roupa né? Combina com tudo, a cor é neutra e cai bem para quase todas as ocasiões. O único problema é que usá-la diariamente pode abafar a região íntima, desequilibrar a flora vaginal e, consequentemente, provocar o Corrimento.

7. Compartilhar Roupas Intimas:

Na infância e adolescência é muito comum meninas compartilharem peças íntimas. Quem nunca foi para a casa de uma amiga, acabou ficando para dormir e precisou pedir uma calcinha emprestada? Pois é! Mas é bom evitar. E o mesmo vale para a toalha. Como a peça fica em contato direto com a secreção, há mais chance de se contagiar com alguma doença ao usar algo emprestado.

8. Antibióticos:

Remédios receitados para sinusites ou infecções urinarias, geralmente, quando usados por muito tempo diminuem o número da lactobacilos da vagina e, por isso, aumentam a predisposição para o Corrimento”, explica. De acordo com a médica, os lactobacilos pertencem ao principal grupo de bactérias responsável por controlar a saúde da região.

Veja Também: As 13 Receitas Caseiras Para Tirar Manchas da Pele!

9. Fazer Sexo Sem Camisinha:

Além de prevenir a gravidez, a camisinha também ajuda a proteger você de doenças sexualmente transmissíveis, como a tricomoníase, que causa um Corrimento amarelado e com odor forte. É preciso usar preservativo sempre.

Veja Também: As 14 Dicas Caseiras Para Eliminar as Estrias!

10. Tratamento Para Corrimento:

no entanto, alerta que embora as causas possam ser simples e habituais, é necessário sempre buscar auxílio médico e realizar os exames ginecológicos de rotina.

Veja Também: Como Eliminar Calos com Estes Remédios Caseiros!

11. Usar Calcinhas de Tecidos Sintéticos:

Roupa íntima de tecido sintético prejudica a ventilação, digamos assim, da vagina. O que faz com que o local se torne abafado e perfeito para a proliferação de micro-organismos indesejáveis. Prefira modelos de algodão.

12. Depilar a Região do Púbis em Excesso:

Assim como os da narina e os dos olhos, os pelos pubianos têm a função de proteger a região da vagina de infecções. Por isso, a dica é depilar apenas o excesso e manter ao menos uma camada rente aos grandes lábios.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Recomendados para você:


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.